A Plantação

A Plantação

Condições – A Paulownia tomentosa tem preferência por solos férteis e profundos com pH situado entre os 5,5 e os 8º, solos pesados, excessivamente argilosos não são aconselhados.

Apreciam uma boa exposição solar, mas não gostam de sítios ventosos.

Preparação – As surribas são totalmente desaconselhadas, destroem a actividade microbiana do solo e aumentam tremendamente o risco de erosão. Uma lavoura em Agosto ou a abertura de simples covachos é o mais aconselhado.

Época – normalmente a plantação é feita durante o ciclo activo da planta, ou seja, de Março a Novembro, mas pode ser durante todo o ano; durante a dormência invernal, utiliza-se os chamados mini tree stumps, que mais não são que o colo da planta com o sistema radicular.

Compassos e adubações – A nossa sugestão recai na utilização de 625 plantas/hectare (compassos de 4 X 4metros), para madeira de alta qualidade os compassos devem alargar para os 5 X 5metros (400 plantas/hectare) e aconselhamos a utilização de um adubo de libertação controlada, com alto teor de fósforo, para um bom enraizamento.

Rega – a Paulownia tomentosa é muito exigente em água nos dois-três primeiros anos para que crie estrutura e reservas para o futuro, no entanto, não sobrevive a encharcamentos:

· para solos muito drenantes (arenosos) aconselhamos regas diárias de 50lts. /planta nos meses de estio mais ardente (Julho e Agosto)

· para solos com alguma retenção hídrica (francos, franco-argilosos, limosos, húmicos) a rega pode ser reduzida até 20lts. /planta duas-três vezes por semana

A utilização de gota-a-gota, com possível fertirrigação, será das técnicas mais proveitosas.