Corte-técnico


O "corte técnico" tem como finalidade a formação de um fuste limpo (sem defeitos, curvas ou nós), se a árvore não é destinada à exploração de lenho, destinando-se a fins ornamentais ou melíferos, não é necessário.

Se no primeiro ano a árvore atingir o mínimo de 4 metros, não é necessário efectuá-lo; se o crescimento for inferior deve cortar a 3cm do solo em Fevereiro (é uma caducifólia, deve ser podada/rolada durante o período de dormência invernal), a vara que crescerá nesse ano, se ultrapassar os quatro metros, será o fuste principal.

O porquê do corte é que a paulónia perde a flecha (ponta/coruta) todos os anos durante o repouso invernal, na reinício do ciclo, na Primavera, o novo rebento fará uma ligeira curva, o resultado final, aquando do corte é um fuste não perfeitamente rectilíneo, o que irá desvalorizá-lo.

Nunca deve tirar folhas, só os rebentos do segundo ano (pós corte técnico).